O que significa Calvinismo?

"Calvinismo significa que Deus, Senhor dos céus e da terra, é absolutamente soberano sobre todas as coisas, boas e más, na terra e no céu, e mais particularmente o calvinismo significa no que diz respeito à salvação que Deus escolhe e elege pessoas em Cristo que vem no tempo e coloca os seus pecados na cruz, de modo que pela Sua maravilhosa graça homens totalmente depravados e incapazes e sem qualquer livre-arbítrio, são trazidos voluntariamente ao Reino de Deus e guardados pela graça de Deus! Porque 'quem Ele predestinou também chamou, e quem Ele chamou também justificou, e quem justificou Ele também glorificou' - Romanos 8:30." Rev. Angus Stewart (www.cprc.co.uk)



segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

A Expiação Universal É Verdadeira? (3)


Nas últimas duas exposições da matéria, nós levantámos sete objecções contra a noção muito popular que Jesus deu a Sua vida para remir os pecados de todos os homens sem excepção. Por favor, consultem as vossas Bíblias à medida que acompanham os argumentos #8-9 abaixo, em especial o #9.


  • (8) Se Cristo morreu absolutamente por todos (e o Seu sacrifício é seguramente motivado pelo amor; Ef. 5:25; Jo 3:16), então Ele também amou e morreu pela falsa igreja, a prostituta das multidões que fornicam com ela na sua adoração corrupta (Ap. 17:1-2, 15). Mas Efésios 5:25 ensina que Cristo "amou a igreja, e se deu por ela." Nenhuma menção é feita aqui a um amor de Cristo ou a uma morte de Cristo por aquilo que não é a verdadeira igreja que é santificada pela Palavra de Deus purificadora (26) e apresentada sem mancha no último dia (27). Se Cristo amou e morreu por todos, cabeça por cabeça [que necessariamente inclui a falsa igreja], então Cristo n"amou a igreja [e a falsa igreja], e se entregou por [elas]." Mas os maridos são ordenados a "amem as vossas esposas, tal como Cristo amou a igreja [e a falsa igreja]" (25). Então os maridos terão de amar as suas esposas como Cristo ama a Sua noiva e a prostituta, a falsa igreja.
    Mas a Escritura ensina que Cristo tem uma noiva, a igreja de todas as eras (Ap. 21:2). Ele amou-a e se entregou por ela somente. Isto, e não a teoria de que Jesus amou e morreu por toda a gente, é a verdade da cruz, e o modelo para os maridos cristãos.

  • (9) Isaías 53 é o melhor capítulo no VT, e possivelmente em toda a Bíblia, acerca do sacrifício substitutivo de Cristo. A palavra "nossas" por cujos os pecados Cristo foi "ferido" (4-6) é dada nomes específicos: "meu povo" (8), "sua posteridade" ou "sua semente" (10), e os "muitos" - não todos os homens, cabeça por cabeça (11-12). Eles são o prazer do Senhor que "prosperará nas suas mãos" (10). Deus nunca fez o reprovado "prosperar nas suas mãos" e nunca teve prazer neles. Eles não são a Sua semente, povo ou prazer; e por isso Jesus não morreu por eles.
    Aqueles por quem Cristo morreu "são curados" pelas "suas pisaduras" (5). Não é meramente que eles poderão ser curados se eles crerem, mas eles são realmente curados. Aqueles por quem os pecados Cristo carregou são também justificados: " o meu servo justo justificará a muitos, e as iniquidades deles levará sobre si " (11). O povo eleito de Deus (8) são justificados porque Cristo carregou o nosso castigo (11). O réprobo não é justificado, logo Cristo não o remiu. É para os "muitos" cujos os pecados Ele carregou que Cristo intercede (12). Lembra-te, Jesus disse, "não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me tens dado" (João 17:9). Os "muitos" por quem Cristo sofreu e por quem Ele ora são os eleitos, não o mundo réprobo. Neste sentido, Jesus é perfeitamente "satisfeito" (Isaías 53:11). Se alguns daqueles por quem Ele foi "ferido" (8) e por quem Ele intercede (12) não forem curados (5) e justificados (11) e não "prosperem nas suas mãos" (10) e não recebam uma parte do Seu "despojo" (12), Cristo não é satisfeito. Até se só uma alma perecer por quem Cristo morreu, o propósito de Cristo não é totalmente realizado, o Seu sacrifício não é totalmente bem sucedido e Ele está insatisfeito.
Rev. Stewart
* Tradução da série de 8 partes do ensino sobre a doutrina da Expiação da Covenant Protestant Reformed Church, em http://www.cprc.co.uk/

2 comentários:

cxp disse...

...só passei para dizer 1 OLÀ e ja agora desejar 1 BOM ano de 2008 para vcs... ainda vou a tempo, ainda estamos em Janeiro ;)....
Depois passo com mais tempo para ler isto tudo que tens por aqui.
ABRAÇO para os 5!
cLaRA Porfírio.

pastor luzia disse...

É maravilhoso quando olhamos para a Palavra e vemos momento a momento, época após época, a mesma mensagem. De facto Jesus veio buscar e salvar o que se havia perdido, veio salvar o Seu povo, veio para resgatar e salvar aqueles que o Pai lhe deu. Se a expiação de Cristo fosse Universal, como ficariam estas verdades da Palavra?

A Deus toda a Glória!

ML