O que significa Calvinismo?

"Calvinismo significa que Deus, Senhor dos céus e da terra, é absolutamente soberano sobre todas as coisas, boas e más, na terra e no céu, e mais particularmente o calvinismo significa no que diz respeito à salvação que Deus escolhe e elege pessoas em Cristo que vem no tempo e coloca os seus pecados na cruz, de modo que pela Sua maravilhosa graça homens totalmente depravados e incapazes e sem qualquer livre-arbítrio, são trazidos voluntariamente ao Reino de Deus e guardados pela graça de Deus! Porque 'quem Ele predestinou também chamou, e quem Ele chamou também justificou, e quem justificou Ele também glorificou' - Romanos 8:30." Rev. Angus Stewart (www.cprc.co.uk)



sábado, 15 de dezembro de 2007

Confissões de um Crente

Quando eu olho para trás, e por estar a fazer um balanço a 10 anos de cristão evangélico este mês de Dezembro, posso ver que muitas coisas que fiz que hoje entendo que não posso mais continuar a fazer foi por interiorizar e aceitar doutrinas importadas de mãos humanas.
As experiências de outros passaram a ter o meu aval numa inocência repreensível se considerarmos os avisos da Palavra de Deus para que cada um ande na revelação que Deus lhe tem dado. Ora, isso me fez passar por longos e constantes períodos de angustia diante de Deus e me afastar da simplicidade que há em Cristo.
Eu me converti ao ler a Bíblia, mais precisamente os 4 evangelhos de uma acentada. A pessoa de Cristo se fez tão real para mim e isso foi o motivo de sentir uma necessidade urgente de me unir à Sua igreja e partir em busca dela. Desde esse dia eu tive em meu coração e se foi aclarando a imagem dessa igreja.
Foi fácil descartar os Testemunhas de Jeová e os Mórmons por ser óbvio que eles não faziam o que os magos fizeram quando se chegaram a Jesus: não o adoram nem o servem, mas suas doutrinas falsas o diminuem. E quanto a estes não tive problemas, mesmo sem ajuda humana que me auxiliasse. O meu Salvador não poderia ser o outro Cristo pregado por estes heréticos.
Porém, nada me havia preparado para a falta de carácter e a falta de vergonha de outros que o exaltam com os lábios mas seus corações estão longe Dele e achegados sim aos seus ventres, às suas necessidades, às suas vontades e aos seus desejos. Uma trança entre a verdade e o erro, uma mistura entre o sacro e o profano, uma aparência desprovida de sincera essência!
Passei a congregar numa igreja de show ao Domingo, em que a Bíblia era elevada nas mãos dos pregadores mas raramente a deixavam falar, os cultos eram um rastilho incandescente que terminava num fulminante de carnaval na vida dos líderes sinceramente errados.
Se não tivesse lido em livros, ouvido em pregações e confrontado por irmãos eu nunca teria tido muitas das muitas ideias pentecostais e arminianas que começaram gradualmente a afogar a minha fé. Eu lembro-me do dia em que chorava diante de Deus, "Pai porque não falas comigo" porque um livro dizia que Deus se manifestava de forma audível e eram os meus sentidos o ponto de contacto com esse Deus, mas logo que abria a Palavra recebia um bálsamo que me curava a ansiedade, que me libertava da tristeza e que me aclarava a visão do meu Senhor e Redentor Jesus Cristo, o Filho do Deus Vivo!
Sola Escritura, não foi algo que eu adoptei de outro humano. Eu fui encontrando aqui e ali e recolhendo outras referências de pessoas que eu descobria estarem de acordo com o que realmente Deus havia colocado em meu coração. Um dia disse a um irmão "só os mortos me entendem" ao referir-me aos reformadores e não ver nos dias que correm correspondência com os seus ensinos.
Estava num beco sem saída. Estava num ponto sem retorno. Estava encurralado e sem alternativa. Fora convidado a buscar um outro lugar onde me sentisse bem e já farto de tantas pressões aceitara a oferta e saíra sem conhecer onde iria. Mas o Senhor é o meu auxilio e a Sua misericórdia é para sempre. Onde me fecharam uma porta, Deus fez uma nova esperança surgir diante dos meus olhos. Não tenho dúvidas que o Deus da minha Salvação é um Deus de milagres... contudo é pela graça e não por qualquer coisa que o homem tenha para fazer ou dar!
Sola Gracia!

1 comentário:

Pastor Manuel Luzia disse...

Amado Irmão Nuno,

Gostei de ler as "Confissões de um crente", gostei daquilo que um dia disse a alguém: "só os mortos me entendem". Mas graças a Deus que ainda há vivos que também o entendem.

Um abraço.

Pastor Luzia