O que significa Calvinismo?

"Calvinismo significa que Deus, Senhor dos céus e da terra, é absolutamente soberano sobre todas as coisas, boas e más, na terra e no céu, e mais particularmente o calvinismo significa no que diz respeito à salvação que Deus escolhe e elege pessoas em Cristo que vem no tempo e coloca os seus pecados na cruz, de modo que pela Sua maravilhosa graça homens totalmente depravados e incapazes e sem qualquer livre-arbítrio, são trazidos voluntariamente ao Reino de Deus e guardados pela graça de Deus! Porque 'quem Ele predestinou também chamou, e quem Ele chamou também justificou, e quem justificou Ele também glorificou' - Romanos 8:30." Rev. Angus Stewart (www.cprc.co.uk)



terça-feira, 18 de março de 2008

Uma Jante Divinal


Após ter visitado este passado Domingo a Igreja Presbiteriana de Telheiras, cultuando ali a Deus com os meus irmãos de Lisboa, só pude perceber hoje como Deus usou o sermão sobre o texto em I Timóteo 4, para me ajudar a entender mais um pouco acerca da graça de suas doutrinas da graça, na graça de sua unidade.

Após o culto e ao falar com a querida irmã Sara Luzia, preciosa amiga e irmã na fé, saí-me com um exemplo que estava a considerar em meu coração.

Porquê a doutrina era tão importante para o apóstolo Paulo? No versículo 16 da carta referida, lemos isto: "Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem."

Qual é a diferença da mente de Paulo e da mente dos muitos que hoje em dia não dão o mínimo valor, a mínima atenção, não consideram preciosa, não têm cuidado, nem têm por fundamental a doutrina? Noutra parte Paulo até distingue doutrina de doutrina, ao se referir à doutrina cristã como "sã doutrina"...

Bem, como muitos sabem o Deus único e verdadeiro é um Deus de Aliança. Testamento significa isso mesmo. Cristo veio para isso mesmo. Essa aliança Divina tem uma jante com valor incalculável, inegociável, inquebrável. Essa jante tem uns raios que liga a parte interior à periférica. Esses raios são as Suas sagradas doutrinas!!!

Há quem mostre exemplos de grandes ministérios cristãos com as jantes sem alguns raios e dizem arrogantemente e tolamente que, "afinal não é fundamental, pois se fosse não funcionaria". Estas pessoas são um pouco semelhantes aos hipócritas que o Senhor Jesus condenava que faziam acepção de doutrinas, retirando umas e engrossando outras. Estas pessoas são hipócritas que terão mais amor à pintura metalizada de seu carro novo para quem um risco parece o fim do mundo, ou de suas jantes especiais de liga leve, do que pelas verdades reveladas na Escritura Sagrada.

Fica o desafio: A tua roda tem todos os raios? É mais importante compreender as doutrinas do que aceitá-las pela fé ao encontrá-las nas Sagradas Letras? Reclamarias mais se na compra de uma bicicleta nova notasses a falta de uns poucos de raios na roda, do que se na tua igreja percebesses falta de um apego e fidelidade às verdades reveladas na Bíblia?


Os últimos tempos, são mesmo tempos muito trabalhosos... UFA!!!

1 comentário:

pastor luzia disse...

Boa ilustração. Faz-me lembrar um pastor amigo que usava muitas ilustrações.

É isso, muitos estão mais preocupados com a "pintura metalizada ou as jantes de liga leve", é o que dá nas vistas, pode até impressionar e´está na "moda". E o resto?! Pois pois...

Usando um termo popular: "Paulo não brincava em serviço". A sã doutrina era algo incontornável. A mensagem do Evangelho era aquela e mais nenhuma. Estamos recordados daquilo que o Apóstolo disse? - "Ainda que nós mesmos, ou até um anjo do céu venha e anuncie outro evangelho, seja anátema". Tal era a convicção de Paulo.

A sã doutrina tem dado lugar a conceitos destorcidos e moldados, de acordo e ao gosto de cada um. Até quando Senhor?

Amado Irmão, um abraço.

ML