O que significa Calvinismo?

"Calvinismo significa que Deus, Senhor dos céus e da terra, é absolutamente soberano sobre todas as coisas, boas e más, na terra e no céu, e mais particularmente o calvinismo significa no que diz respeito à salvação que Deus escolhe e elege pessoas em Cristo que vem no tempo e coloca os seus pecados na cruz, de modo que pela Sua maravilhosa graça homens totalmente depravados e incapazes e sem qualquer livre-arbítrio, são trazidos voluntariamente ao Reino de Deus e guardados pela graça de Deus! Porque 'quem Ele predestinou também chamou, e quem Ele chamou também justificou, e quem justificou Ele também glorificou' - Romanos 8:30." Rev. Angus Stewart (www.cprc.co.uk)



quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

O Significado do Batismo


É frequentemente alegado que a palavra baptismo do Novo Testamento significa apenas “imergir” ou “submergir”. Sem entrar aqui no todo da questão sobre o modo do baptismo, um pequeno estudo da palavra mostrará que este não é o caso.
Tal estudo mostrará que há várias passagens no Novo Testamento nas quais a palavra baptismo não pode e não têm o significado de “imergir/submergir”. Imploramos, portanto, que aqueles que crêem de outra forma, ouçam nosso lado da questão e não nos acusem cegamente de seguir tradições humanas ao não praticar o baptismo por imersão. Baptismo não significa imersão em nenhuma das seguintes passagens da Escritura:
Marcos 10:38, 39: “Mas Jesus lhes disse: Não sabeis o que pedis; podeis vós beber o cálice que eu bebo, e ser baptizados com o baptismo com que eu sou baptizado?”. Isso fala de baptismo, mas entender baptismo como imersão nesta passagem não tem sentido. Jesus está se referindo, sem dúvida, ao seu sofrimento e morte nestes versículos (veja também Lucas 12:50). Dizer que ele seria imerso no sofrimento ou morte não tem nada a ver.
1 Coríntios 10:2: “E todos foram baptizados em Moisés, na nuvem e no mar”. Este versículo fala dos israelitas sendo “baptizados” em Moisés. Eles não foram baptizados na nuvem ou no mar, mas literalmente, no grego, “em” Moisés “pela” nuvem e mar. Pode o versículo estar dizendo que eles foram imersos em Moisés? A palavra baptismo, portanto, deve significar algo mais.
1 Coríntios 1:13: “Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós baptizados em nome de Paulo?”Aqui Paulo usa linguagem similar à de 1 Coríntios 10:2, e o próprio Jesus fala similarmente em Mateus 28:19. O que poderia significar ser imerso no nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ou em qualquer outro nome?
1 Coríntios 12:13: “Pois todos nós fomos baptizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito”. Pode a Palavra de Deus estar dizendo que somos imersos em um corpo? É difícil ver como isso poderia ter algum significado. De fato, a própria Palavra não fala ali de imersão, mas de beber!
Versículos que falam do baptismo em ou com o Espírito Santo não se referem a uma imersão, mas à efusão, derramamento ou aspersão do Espírito (Actos 1:5; Actos 2:17, 18). Nós não somos imersos no Espírito Santo.
O que, então, a palavra baptismo significa? Significa “trazer duas coisas a um contacto próximo, de forma que a condição da primeira é transformada pela outra”. A palavra não diz nada sobre como este contacto acontece: se por aspersão, derramamento, imersão ou qualquer outro modo.
Portanto, ser baptizado em Moisés, como diz 1 Coríntios 10:2, significa que Israel foi trazido a um contacto com ele como o mediador apontado por Deus, um tipo daquele que haveria de vir. Desta forma, a condição deles foi transformada de escravidão à liberdade. Que Cristo foi baptizado com morte não significa que ele foi imerso nela, mas que foi trazido ao contacto mais próximo possível com ela, de forma que sua condição foi transforma de ser culpado diante de Deus por nossa causa, para ser justificado em nosso favor.
Quando Romanos 6:1-6 diz que fomos baptizados na morte e ressurreição de Cristo, a passagem não está dizendo que de alguma forma fomos imersos nestes eventos (o que quer que isso signifique). Ela se refere ao fato que, através da fé, fomos trazidos ao contacto com sua morte e ressurreição, de tal forma que nossa condição é totalmente e para sempre transformada. Este é o significado e a realidade do baptismo para os crentes.


Texto: "A Doutrina Reformada dos Sacramentos" de Ronald Hanko, pag 14 e 15.

Tradução: Filipe Sabino

3 comentários:

Daniel M.S. disse...

Subescrevo...

Abraço forte e reformado

Pastor Manuel Luzia (Ministro Presbiteriano) disse...

AMEN!

Abraços

Lucio Mauro disse...

Se os nossos colegas pentecostais, que tem ensinado o batismo por imersão - ainda que isso não seja o mais importante - olhassem para este detalhe: o sentido da palvra batismo, já seria suficiente para se convencer que sua igreja não tem razão no que ensina. Mas não é só isso. São vários os argumentos contra o batismo por imersão. Recomendo nossos colegas lerem um livreto simples, mas que vai responder as dúvidas e reafirmar o batismo por aspersão como modelo neo testamentário. O livreto é: Batismo bíblico. A. A. Hodger