O que significa Calvinismo?

"Calvinismo significa que Deus, Senhor dos céus e da terra, é absolutamente soberano sobre todas as coisas, boas e más, na terra e no céu, e mais particularmente o calvinismo significa no que diz respeito à salvação que Deus escolhe e elege pessoas em Cristo que vem no tempo e coloca os seus pecados na cruz, de modo que pela Sua maravilhosa graça homens totalmente depravados e incapazes e sem qualquer livre-arbítrio, são trazidos voluntariamente ao Reino de Deus e guardados pela graça de Deus! Porque 'quem Ele predestinou também chamou, e quem Ele chamou também justificou, e quem justificou Ele também glorificou' - Romanos 8:30." Rev. Angus Stewart (www.cprc.co.uk)



terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Deus É Bom Para Todos os Homens!


Deus É Bom Para Todos!

Deus é bom. Deus é sempre bom. Deus é puro. Deus nunca paga o mal com mal. Deus nunca é detestável nem odioso. Deus é bom e Ele é amor. Sobre justos e injustos, sobre seu povo e sobre os ímpios Deus faz brilhar o mesmo Sol que os alegra e a mesma chuva que lhes sacia a sede e dá alimento. Contra alguns que se desviam em heresias que praguejam um Deus que ama a todos e deseja inutilmente ou em vão salvar todos, não devemos jamais desviar nossos pés da sólida doutrina da bondade e benignidade que fazem parte do carácter e natureza de Deus.

"Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra; E, ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas. Dá a quem te pedir, e não te desvies daquele que quiser que lhe emprestes.
Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos. Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus." Mateus 5:39-48
Deus dá boas dádivas e não só ao seu povo. Mas isto não nos faz dar o salto de uma boa oferta de Deus para o amor de Deus. Deus é bom e sua bondade só realça o quão culpado é o homem de negar, ignorar e insultar a bondade de Deus em suas dádivas. Não esquecer nunca que o homem é mau e corrupto em toda a sua natureza caída de Adão, este sim, é podre e apodrece a tudo quanto toca...

O crente também deve amar o inimigo como Deus o amou a ele tornando-o assim devedor a todos os homens. Os crentes não devem odiar seus inimigos, mas a Escritura os obriga a amar, dar a outra face, buscar o bem deles e mesmo a salvação, orar por eles e lhes dar todo o auxílio quando em necessidade. Os crentes são obrigados a serem fiéis representantes do poder que operou em suas vidas transformando-os em amorosos filhos de Deus.

Isto porém não é insultar Deus nem apresentá-Lo como um Deus que ama a todos e sujeita-se ao critério de criaturas corruptas e cegas e odiosas e inimigas de Deus. Não! Deus os coloca como indesculpáveis perante todos os bons dons e boas dádivas, não porque os ama mas antes porque Nele mesmo ele é Bom e é Amor. Com esses presentes bons vindos de Deus os homens usam para seu próprio mal, para o mal ao seu próximo e para ofender a Deus. O secreto conselho da vontade de Deus na reprovação opera de forma igualmente poderosa na doutrina da eleição.

Mas Deus é Bom e Bom é para com Todos. Ele odeia o réprobo, mas não o trata com malícia. Como explicar que se Deus dá boas dádivas a justos e a injustos, uns são salvos e outros são condenados para a Ira eterna no Inferno? Só a graça de Deus, que opera para a salvação dos seus eleitos pode nos levar a total gratidão por todos os bons dons de Deus. Os homens, tal é a sua corrupção usam os presentes de Deus para cavarem sua própria perdição. Disse o salmista, quando entrou no santuário entendeu o fim deles. Não vale a pena os crentes se medirem com os homens ímpios, pois o fim de um é oposto ao fim do outro. Os crentes vão deixar as dores, as injúrias, os sofrimentos e partir para a glória eterna onde há delícias e recompensa. Os ímpios vão deixar as riquezas, as honrarias dos homens, as luxurias para encontrarem escuridão e dor de prantear e ranger os dentes.

Tudo para o crente o leva a Cristo em louvor: as boas dádivas e as provações. Tudo para o ímpio o leva para longe de Cristo em blasfémias: as boas e as provações. A um e a outro Deus imputa misericórdia ou ira a sua descendência, e porém muito maior é a misericórdia e curta a sua ira. Deus é bom, é sempre bom. Bom é o Senhor para com o seu povo, bom é Deus para sua Igreja. Deus ama os justos e odeia os réprobos, contudo ambos têm o mesmo Sol e a mesma Chuva. Deus trata bem o ímpio mesmo quando o lança para o inferno, é uma boa dádiva do Criador. É justo!

Quando o Senhor Deus salva um pecador, amando-o quando ainda é inimigo este não está somente dando algo bom mas sendo gracioso. A estes não deu boas coisas, mas sacrificou por eles Seu único Filho. A estes cabe a melhor parte e não somente algo bom. A estes Deus fez algo acima de qualquer bondade. Não limpou as feridas somente, não levou a uma hospedaria somente, não pagou sua recuperação ao estado primeiro. Não! A este, Deus amou. A este Deus chamou filho e trocou suas vestes, colocou seu anel em seu dedo, a este foi preparada uma festa, a este Deus amou e mandou matar um cordeiro pois sua alegria era sem medida, a este imputou justiça, a este lançou no esquecimento os seus pecados e voltou a incluir seu nome na herança. A este deu graça! Graça exclusiva e particular. Não esperava o Pai por qualquer um que aparecesse no horizonte para que o nomeasse filho. A este o Pai conhecia pelo nome e desejava aguardando o dia do seu regresso a casa.

O bom samaritano fez bem, mas eu quero encontrar Deus como Pai pródigo.

1 comentário:

cavernadezion disse...

Nossa... gostei muito dos textos, é ótimo para refletirmos sobre como temos vivido e o que temos feito tanto para nós p/ Deus e p/ o próximo... é uma leitura bem proximar do leitor e não é nada forçado... os textos são uma benção... li muitos deles e vou continuar lendo... estou linkando seu site no meu blog...(tenha liberdade se quiser fazer o mesmo)

Fique na Paz...
Abç...

http://cavernadezion.wordpress.com